Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Rua Baronesa Geraldo de Resende, 330, - Campinas, SP

(19) 3241-9713 | 3242-0899    (19) 99132-4922

contato@auxiliadoracampinas.org.br

Secretaria

Tempo da Quaresma

lent[1]

  • LITURGIA DAS CINZAS (1º DIA DA QUARESMA)
  • 1ª Leitura – (Jl 2,12-18)
  • Salmo – Salmo 50
  • 2ª Leitura – (2Cor 5,20 – 6,2)
  • Evangelho – (Mt 6,1-6.16-18)

A nossa caminhada de fé rumo à Páscoa começa no próximo dia 18/02 – quarta-feira. É a Missa da Quarta-fera de Cinzas, primeiro dia do Tempo da Quaresma e do Ciclo da Páscoa.

No Ciclo da Páscoa, a igreja celebra a segunda etapa do mistério de nossa salvação, que consiste da Mortificação, da Paixão e Morte de Jesus e sua Ressurreição. Como no Ciclo do Natal, a Páscoa requer uma preparação adequada para sua celebração, este período é conhecido como Quaresma e é análogo ao Advento, que prepara o Natal.

Há muitas semelhanças  entre Quaresma e Advento, não apenas nos aspectos litúrgicos, mas nos aspectos teológico. Ambos os tempos nos preparam para duas extremas felicidades e momentos de forte esperança: Páscoa e Natal, as quais são as duas maiores comemorações do ano litúrgico. Isto significa que a Quaresma também guarda uma esperança de salvação. Também é possível notar o caráter de conversão acentuado no Advento e na Quaresma.

Por outro lado, há uma grande marca exclusiva da Quaresma. O profundo sentimento de pesar que começa a se instalar já nas Cinzas, uma vez que sabemos muito bem o caminho de Jesus antes da Ressurreição: a morte violenta na cruz. O outro aspecto quaresmal faz com que este tempo tenha um aspecto dual, composto pela esperança da Ressurreição e a dor da iminente morte que virá.

Para nos lembrar nossa condição de pecadores, a Igreja dispõe aos fieis momentos de meditação e conversão. A celebração penitencial com o mutirão de confissões; a Via Sacra semanal, celebrada às quartas e às sextas, nos faz recordar do caminho de Cristo e aprofunda a meditação sobre a morte. A própria distribuição das cinzas, que não se trata de um sacramento, nos faz lembrar da condição humana e do destino da carne após a morte.

Os símbolos do período quaresmal são: a Cruz, que é o meio por qual Cristo se entregou; o Cálice, que representa sua entrega Eucarística, análoga à morte da Cruz; o ramo de Palmeira, que nos recorda sua entrada triunfal em Jerusalém; as Cinzas, que não são um sacramento, mas sacramentadas, nos convidam à conversão, inaugurando a Quaresma e nos lembrando da origem e destino de nossos corpo terrestre: o pó da terra.

Quaresma

Liturgia e Calendário

Exatamente como no Advento, durante a Quaresma não se canta o Hino de Louvor e os paramentos são da cor roxa, a cor que simboliza a conversão e a esperança. Somente em Festas e Solenidades, permite-se que o Hino de Louvor seja cantado e a cor litúrgica é alterada para o branco.

Uma exclusividade da Quaresma é omissão da palavra ‘Aleluia’ em qualquer oração, antífona ou música do período. Os cantos de Aclamação ao Evangelho não carregam o ‘Aleluia’. O Hino de Louvor voltará a ser entoado na Quinta-feira Santa, mas o momento de maior glorificação será na Vigília Pascal. Aliás, a restrição ao uso do ‘Aleluia’ permanece até a Sexta-feira Santa e só é definitivamente quebrada na Vigília Pascal.

Apesar da origem da palavra Quaresma, que significa 40 dias, este Tempo é composto por 43 dias. Seu início ocorre na Quarta-feira de Cinzas e é encerrado na missa matutina da Quinta-feira Santa, chamada de Missa dos Santos Óleos, em que os óleos do Batismo, da Crisma e da Unção dos Enfermos são abençoados.

Os principais dias da Quaresma são seus 6 domingos, todos com caráter solene. Estes domingos possuem o mesmo grau litúrgico de todos os Domingos do Advento e de todos os Domingos da Páscoa. De fato, estes domingos [Advento, Quaresma e Páscoa] são os mais importantes de todo ano e superam diversas solenidades conhecidas, tais como  Corpus Christi, Nossa Senhora Aparecida e Dia de Todos os Santos, para citar alguns exemplos. Os únicos dias que superam os domingos especiais (Advento, Quaresma e Páscoa) são: Vigília Pascal, Natal , Ceia do Senhor, Paixão do Senhor, Epifania, Ascensão e Pentecostes.

O 4º Domingo da Quaresma é conhecido como Domingo Laetare, análogo ao 3º Domingo do Advento, o Domingo Gaudete. Nestas datas, a cor roxa é substituída pela cor rósea. O 6º Domingo da Quaresma é conhecido como Domingo de Ramos e da Paixão de Jesus e a cor litúrgica é o vermelho, ao invés do roxo. Nenhum destes domingos pode ser substituído por festas ou solenidades que possam ocorrer naquele dia. Por exemplo, a Solenidade de São José, caso 19/03 seja um domingo, deve ser passada para o dia 20/03.

Após os domingos, as mais importantes celebrações deste período são a Quarta-feira de Cinzas e as missas que ocorrem entre o Domingo de Ramos e a Ceia do Senhor, na Quinta-feira Santa. São, ao todo, 4 liturgias: segunda,terça e quarta da Semana Santa e a Missa dos Santos Óleos, na Quinta-feira Santa de manhã. Todas estas fazem parte da Quaresma. Também não é permitido substituir a liturgia destes dias por eventuais liturgias de Festas e Solenidades.

Por último, existem as férias da Quaresma, que são os dias da semana entre os respectivos domingos. São, ao todo, 5 semanas + dias entre a Quarta-feira de Cinzas e o 1º Domingo da Quaresma. Nestes dias, pode-se celebrar as memórias dos santos de maneira facultativa e é permitido que as Festas e Solenidades substituam a liturgia do dia.

Algumas solenidades e festas que ocorrem durante a Quaresma:

  • 22/02 – Festa da Cátedra de São Pedro (pode ocorrer no Tempo Comum)
  • 19/03 – Solenidade de São José
  • 25/03 – Solenidade da Anunciação de Jesus (pode ocorrer no Tempo Pascal)

Nos próximos artigos, vamos aprofundar o sentido da Quaresma, conheceremos sobre o cálculo da Data da Páscoa e o significado da expressão “datas móveis”, para a Igreja.

Cinzas

Ash Wednesday

Ash Wednesday

Este dia é um dia de jejum para a Igreja, assim como a Sexta-feira Santa. Alternativamente, muitos fieis tem substituído o Jejum apenas neste dia, por uma abstinência prolongada, durante toda a Quaresma.

A Quarta-feira de cinzas será celebrada no dia 18/02, às 7:00 e às 19:30. 

Por Thiago – Cantinho da Liturgia – Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

——————————————————————————————————————————————————-

  • LITURGIA DAS CINZAS (1º DIA DA QUARESMA)
  • 1ª Leitura – (Jl 2,12-18)
  • Salmo – Salmo 50
  • 2ª Leitura – (2Cor 5,20 – 6,2)
  • Evangelho – (Mt 6,1-6.16-18)

1ª Leitura

12“Agora, diz o Senhor, voltai para mim com todo o vosso coração, com jejuns, lágrimas e gemidos; 13rasgai o coração, e não as vestes; e voltai para o Senhor, vosso Deus; ele é benigno e compassivo, paciente e cheio de misericórdia, inclinado a perdoar o castigo”.

14Quem sabe, se ele se volta para vós e vos perdoa, e deixa atrás de si a bênção, oblação e libação para o Senhor, vosso Deus?

15Tocai trombeta em Sião, prescrevei o jejum sagrado, convocai a assembleia; 16congregai o povo, realizai cerimônias de culto, reuni anciãos, ajuntai crianças e lactentes; deixe o esposo seu aposento, e a esposa, seu leito.

17Chorem, postos entre o vestíbulo e o altar, os ministros sagrados do Senhor, e digam: “Perdoa, Senhor, a teu povo, e não deixes que esta tua herança sofra infâmia e que as nações a dominem”. Por que se haveria de dizer entre os povos: “Onde está o Deus deles?”

18Então o Senhor encheu-se de zelo por sua terra e perdoou ao seu povo.

Salmo

— Misericórdia, ó Senhor, pois pecamos.

 — Tende piedade, ó meu Deus, misericórdia!/ Na imensidão do vosso amor, purificai-me!/ Lavai-me todo inteiro do pecado/ e apagai completamente a minha culpa!

— Eu reconheço toda a minha iniquidade,/ o meu pecado está sempre à minha frente./ Foi contra vós, só contra vós, que eu pequei,/ pratiquei o que é mau aos vossos olhos!

— Criai em mim um coração que seja puro,/ dai-me de novo um espírito decidido./ Ó Senhor, não me afasteis de vossa face,/ nem retireis de mim o vosso Santo Espírito!

— Dai-me de novo a alegria de ser salvo/ e confirmai-me com espírito generoso!/ Abri meus lábios, ó Senhor, para cantar,/ e minha boca anunciará vosso louvor!

2ª Leitura

Irmãos: 20Somos embaixadores de Cristo, e é Deus mesmo que exorta através de nós. Em nome de Cristo, nós vos suplicamos: deixai-vos reconciliar com Deus.

21Aquele que não cometeu nenhum pecado, Deus o fez pecado por nós, para que nele nós nos tornemos justiça de Deus.

6,1Como colaboradores de Cristo, nós vos exortamos a não receberdes em vão a graça de Deus, 2pois ele diz: “No momento favorável, eu te ouvi e, no dia da salvação, eu te socorri”. É agora o momento favorável, é agora o dia da salvação.

Evangelho

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 1“Ficai atentos para não praticar a vossa justiça na frente dos homens, só para serdes vistos por eles. Caso contrário, não recebereis a recompensa do vosso Pai que está nos céus.

2Por isso, quando deres esmola, não toques a trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem elogiados pelos homens. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. 3Ao contrário, quando deres esmola, que a tua mão esquerda não saiba o que faz a tua mão direita, 4de modo que a tua esmola fique oculta. E o teu Pai, que vê o que está oculto, te dará a recompensa.

5Quando orardes, não sejais como os hipócritas, que gostam de rezar em pé, nas sinagogas e nas esquinas das praças, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. 6Ao contrário, quando orares, entra no teu quarto, fecha a porta, e reza ao teu Pai que está oculto. E o teu Pai, que vê o que está escondido, te dará a recompensa.

16Quando jejuardes, não fiqueis com o rosto triste como os hipócritas. Eles desfiguram o rosto, para que os homens vejam que estão jejuando. Em verdade vos digo: eles já receberam a sua recompensa. 17Tu, porém, quando jejuares, perfuma a cabeça e lava o rosto, 18para que os homens não vejam que estás jejuando, mas somente teu Pai, que está oculto. E o teu Pai, que vê o que está escondido, te dará a recompensa”.

Deixe o seu comentário





[bws_google_captcha]

* campos obrigatórios.