Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Rua Baronesa Geraldo de Resende, 330, - Campinas, SP

(19) 3241-9713 | 3242-0899    (19) 99132-4922

contato@auxiliadoracampinas.org.br

Secretaria

Solenidade de Nossa Senhora Aparecida

 

 

 

 

 

 

 

 

N. S. Aparecida

Curta nossa Página no Facebook!

 

https://www.facebook.com/cantinhodaliturgia

  • Solenidade, Cor Branca , Gl, Cr, Prefácio Próprio
  • Ofício Solene próprio
  • Tempo Comum
  • 1ª Leitura – (Est 5,1b-2;7,2b-3)
  • Salmo – 44
  • 2ª Leitura – (Ap 12,1.5.13a.15-16a)
  • Evangelho – (Jo 2,1-11)

INTROITO: Com grande alegria rejubilo-me no Senhor, e minha alma exultará no meu Deus, pois me revestiu de justiça e salvação, como a noiva ornada de suas jóias.

COMUNHÃO: Seus filhos se erguem para proclamá-la bem-aventurada. Ela se levanta antes da aurora para dar o alimento a da um (Pr 31,28.15).

As missas da Solenidade de Nossa Senhora Aparecida serão celebradas neste dia 12/10, às 8:30 e 10:30, na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora.

———————————————————————————————————————

Nesta segunda, dia 12/10, a Igreja do Brasil celebra a Solenidade de Nossa Senhora Aparecida. A cor litúrgica é a branca, utilizada nas solenidades em geral. Mesmo em dias da semana, a liturgia de Nossa Senhora Aparecida prevê duas leituras, o Hino de Louvor, um prefácio próprio e substitui a liturgia corrente, que seria celebrada naquela data.

Maria, a Mãe de Deus, é conhecida por muitos nomes. Um deles é Nossa Senhora Aparecida. Na verdade, a imagem aparecida foi de Nossa Senhora da Conceição, por isso o nome se tornou Nossa Senhora da Conceição Aparecida. Sua história começa em Guaratinguetá, no ano de 1717. Chegou a essa cidade, no mês de Outubro, o Conde de Assumar. Para comemorar sua chegada iria ser feito um banquete e três pescadores foram chamados para pescar os peixes que seriam servidos: Domingos Garcia, Filipe Pedroso e João Alves. Como não era tempo de pesca e os pescadores tivessem muita responsabilidade, eles fizeram uma oração à Mãe de Deus para ter sucesso.

Depois de muitas tentativas improdutivas e quase desistindo da pesca, João Alves lança a rede novamente e nela vem o corpo de uma imagem de Nossa Senhora da Conceição. Empolgado com o aparecimento, ele joga a rede novamente e mais abaixo no rio encontra a cabeça, que se encaixa perfeitamente com o corpo. Depois disso, os pescadores conseguiram tantos peixes que ficaram com medo da canoa virar antes de chegar no porto. Esse foi o primeiro de muitos milagres que foram e são realizados até hoje por Nossa Senhora Aparecida.

A imagem ficou 15 anos na casa de Filipe e a devoção à Senhora Aparecida cresceu tanto que o vigário de Guaratinguetá resolveu fazer uma capela. Sua construção ficou pronta em 1745. Como o número de romeiros só aumentava a cada dia, iniciaram-se as obras da igreja que hoje é conhecida como Basílica Velha, que foi consagrada em 8 de Dezembro de 1888. A imagem foi coroada oficialmente em 8 de Setembro de 1904 com uma coroa doada pela princesa Isabel e passou a ser apresentada com um manto azul anil enfeitado com pedras.

Em 16 de Julho de 1930, o Papa Pio XI declarou Nossa Senhora da Conceição Aparecida como padroeira e protetora do Brasil. Foi decretado também feriado dia 12 de Outubro como dia de devoção à Senhora Aparecida. No dia 4 de Julho de 1980, a nova Basílica foi consagrada por uma celebração eucarística conduzida pelo Papa João Paulo II.

Em nossa paróquia, Nossa Senhora Auxiliadora, as missas de Nossa Senhora Aparecida serão celebradas segunda, 12/10, às 8:30 e 19:30.

Por Carolina – Cantinho da Liturgia

Carta aos fieis da Arquidiocese de Campinas (D. Airton José dos Santos)

Dom Airton carta

 

———————————————————————————————————————

  • Solenidade, Cor Branca , Gl, Cr, Prefácio Próprio
  • Ofício Solene próprio
  • Tempo Comum
  • 1ª Leitura – (Est 5,1b-2;7,2b-3)
  • Salmo – 44
  • 2ª Leitura – (Ap 12,1.5.13a.15-16a)
  • Evangelho – (Jo 2,1-11)

INTROITO: Com grande alegria rejubilo-me no Senhor, e minha alma exultará no meu Deus, pois me revestiu de justiça e salvação, como a noiva ornada de suas jóias.

COMUNHÃO: Seus filhos se erguem para proclamá-la bem-aventurada. Ela se levanta antes da aurora para dar o alimento a da um (Pr 31,28.15).

1ª Leitura

Leitura do livro de Ester.

1bEster revestiu-se com vestes de rainha e foi colocar-se no vestíbulo interno do palácio real, frente à residência do rei. O rei estava sentado no trono real, na sala do trono, frente à entrada. 2Ao ver a rainha Ester parada no vestíbulo, olhou para ela com agrado e estendeu-lhe o cetro de ouro que tinha na mão, e Ester aproximou-se para tocar a ponta do cetro.

7,2bEntão, o rei lhe disse: “O que me pedes, Ester; o que queres que eu faça? Ainda que me pedisses a metade do meu reino, ela te seria concedida”.

3Ester respondeu-lhe: “Se ganhei as tuas boas graças, ó rei, e se for de teu agrado, concede-me a vida — eis o meu pedido! — e a vida do meu povo — eis o meu desejo!”

Salmo Responsórial

— Escutai, minha filha, olhai, ouvi isto:/ que o Rei se encante com vossa beleza!

 — Escutai, minha filha, olhai, ouvi isto:/ “Esquecei vosso povo e a casa paterna!/ Que o Rei se encante com vossa beleza!/ Prestai-lhe homenagem: é vosso Senhor!

— O povo de Tiro vos traz seus presentes,/ os grandes do povo vos pedem favores./ Majestosa, a princesa real vem chegando,/ vestida de ricos brocados de ouro.

— Em vestes vistosas ao Rei se dirige/ e as virgens amigas lhe formam cortejo;/ entre cantos de festa e com grande alegria,/ ingressam, então, no palácio real”.

2ª Leitura

Leitura do livro do Apocalipse de São João.

1Apareceu no céu um grande sinal: uma mulher vestida do sol, tendo a lua debaixo dos pés e sobre a cabeça uma coroa de doze estrelas. 5E ela deu à luz um filho homem, que veio para governar todas as nações com cetro de ferro. Mas o filho foi levado para junto de Deus e do seu trono.

13aQuando viu que tinha sido expulso para a terra, o dragão começou a perseguir a mulher que tinha dado à luz o menino.

15A serpente, então, vomitou como um rio de água atrás da mulher, a fim de a submergir. 16aA terra, porém, veio em socorro da mulher.

EVANGELHO

R: Aleluia, aleluia, aleluia.

V:. Disse a mãe de Jesus aos serventes: “Fazei tudo o que ele disser!” (Jo 2,5). R.

 

— O Senhor esteja convosco.

— ELE ESTÁ NO MEIO DE NÓS.

— PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— GLÓRIA A VÓS, SENHOR.

Naquele tempo, 1houve um casamento em Caná da Galileia. A mãe de Jesus estava presente. 2Também Jesus e seus discípulos tinham sido convidados para o casamento. 3Como o vinho veio a faltar, a mãe de Jesus lhe disse: “Eles não têm mais vinho”.

4Jesus respondeu-lhe: “Mulher, por que dizes isto a mim? Minha hora ainda não chegou”.

5Sua mãe disse aos que estavam servindo: “Fazei o que ele vos disser!”.

6Estavam seis talhas de pedra colocadas aí para a purificação que os judeus costumam fazer. Em cada uma delas cabiam mais ou menos cem litros.

7Jesus disse aos que estavam servindo: “Enchei as talhas de água!”. Encheram-nas até a boca. 8Jesus disse: “Agora tirai e levai ao mestre-sala!”. E eles levaram. 9O mestre-sala experimentou a água que se tinha transformado em vinho. Ele não sabia de onde vinha, mas os que estavam servindo sabiam, pois eram eles que tinham tirado a água.

10O mestre-sala chamou então o noivo e lhe disse: “Todo mundo serve primeiro o vinho melhor e, quando os convidados já estão embriagados, serve o vinho menos bom. Mas tu guardaste o vinho melhor até agora!”

11Este foi o início dos sinais de Jesus. Ele o realizou em Caná da Galileia e manifestou a sua glória, e seus discípulos creram nele.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.