Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Rua Baronesa Geraldo de Resende, 330, - Campinas, SP

(19) 3241-9713 | 3242-0899    (19) 99132-4922

contato@auxiliadoracampinas.org.br

Secretaria

Solenidade de Cristo Rei

Cristo Rei

  • Solenidade, Cor Branca , Gl, Cr, Prefácio Próprio
  • Ofício Solene próprio
  • Tempo Comum
  • 1ª Leitura – (Dn 7,13-14)
  • Salmo – Salmo 92
  • 2ª Leitura – (Ap 1,5-8)
  • Evangelho – (Jo 18,33b-37)

 

INTROITO: O Cordeiro que foi imolado é digno de receber o poder, a divindade, a sabedoria, a força e a honra. A ele glória e poder através dos séculos (Ap 5,12; 1,6)

COMUNHÃO: O Senhor em seu trono reina para sempre. O Senhor abençoa o seu povo na paz (Sl 28,10s).

A SOLENIDADE DA SANTÍSSIMA TRINDADE SERÁ CELEBRADA NO DIA 30/05, ÀS 17:00 E NO DIA 31/05, ÀS 7:00, 8:30, 10:30 E 19:00, NA PARÓQUIA NOSSA SENHORA AUXILIADORA.

———————————————————————————————————————

 

 

O último domingo do Tempo Comum conclui um grande ciclo de celebrações, iniciado no Advento do ano passado. Embora o Tempo Comum encerrar-se-á com a missa matutina do próximo sábado, 28/11, às 7:00; em Cristo Rei está o ponto culminante desta caminhada de fé.

A Igreja, seguindo os passos do Cristo Vivo, perfaz seu ciclo de vida terrena, conforme as escrituras sagradas e a tradição apostólica. Isto significa que vivenciamos, durante um ano, a vida de Jesus, desde a promessa de sua vinda, passando pelo Natal, por seus ensinamentos, sua Paixão, Morte, Páscoa e Ascensão aos céus.

Podemos citar que, em Cristo Rei, recordamos a Parusia, a segunda vinda do Senhor, prometida para o fim dos tempos. Mas, em termos práticos da fé, aqui reside um convite ao exame de consciência, não em um sentido carregado de negatividade, mas com um sentimento positivo de esperança e crescimento, já nos preparando para o Advento e o Natal do ano litúrgico que se aproxima.

Talvez um começo seja um auto-questionamento: dedicamo-nos a Deus, proporcionalmente à dedicação que ele tem por nós?  Estivemos abertos ao diálogo, à conversão e ao perdão? Estendemos a mão aos irmãos, ou fomos indiferentes à miséria alheia?

Realizar uma retrospectiva deste ano que se encerra não serve, se o objetivo for autodepreciação! O alvo é, na realidade, sempre o crescimento nas relações intrapessoais, interpessoais e em nossa relação com Deus.

Fica, portanto, uma proposta para celebrarmos o encerramento do ano litúrgico. A Parusia, aspecto teológico, é importante, mas, acima de tudo, a missa, memorial do mistério completo de Cristo, é realizada para a correção das falhas, para o crescimento interior.

Cantinho da Liturgia

Solenidade de Cristo Rei

Celebramos, hoje, com muita alegria, a Solenidade de Cristo, Rei do Universo. É o último domingo do Ano Litúrgico, e Cristo é aquele que abra e fecha, Ele é o “A” e o “Z”, o Alfa e Ômega, o princípio e a consumação de todas as coisas. Foi a Ele que o Pai entregou todas as realidades, Ele é o Rei soberano de todo o universo.

Se existe algum rei no meio de nós; se existe o rei da bola, o rei do rock, rei do futebol, rei de tantas coisas, o único que, de fato, reina em nossa vida para toda eternidade é Cristo Jesus, Nosso Senhor.

A Liturgia, hoje, quer, na verdade, coroar toda a nossa vivência de fé expressando essa verdade: Jesus Cristo é o Senhor dos nossos filhos, das nossas famílias, das nossas casas, de tudo aquilo que somos. Jesus Cristo é Rei, é o Senhor!

Não é uma afirmação alegórica, porque existem muitos reis apenas por alegoria, existem muitos reis que são reis apenas de forma figurativa. Cristo não é um rei figurativo nem alegórico; Ele é Rei, porque todas as coisas foram entregues a Ele.

Entre os eleitos de Deus e aqueles que se submetem ao Seu Reino só há um Rei, não existe outro soberano no meio de nós, não existe ninguém que possa reinar mais em nossa vida do que Cristo Jesus, Nosso Senhor!

A nossa fé, muitas vezes, caminha no descompasso. Andamos desnorteados para isso e para aquilo, porque nos submetemos a outros reis da Terra, quando, na verdade, o nosso coração pertence a um único Rei: Cristo Jesus, Nosso Senhor.

Neste domingo, renovemos a nossa consagração e a nossa entrega ao Senhor. Renovemos a entrega de nossa casa, de nossa família, a vida de cada um de nós à soberania de Cristo Jesus. Queremos proclamar o senhorio d’Ele em nossa vida, queremos exaltá-Lo como Nosso Rei, como Nosso Senhor. E só a Ele pertence a honra, a glória, o poder, a adoração e o nosso coração!

Misericórdia de nós, Senhor, quando deixamos que outras forças, que outros sentimentos reinem em nossa vida. Queremos somente nos submeter a Ti, queremos que seja o único Rei soberano de nossa vida.

Eis-nos aqui, Senhor, somos Teus amigos, somos Teus servos, e ao Teu Reino queremos entregar a nossa vida!

Deus abençoe você!

Padre Roger Augusto – Canção Nova

 

———————————————————————————————————————

  • Solenidade, Cor Branca , Gl, Cr, Prefácio Próprio
  • Ofício Solene próprio
  • Tempo Comum
  • 1ª Leitura – (Dn 7,13-14)
  • Salmo – Salmo 92
  • 2ª Leitura – (Ap 1,5-8)
  • Evangelho – (Jo 18,33b-37)

INTROITO: O Cordeiro que foi imolado é digno de receber o poder, a divindade, a sabedoria, a força e a honra. A ele glória e poder através dos séculos (Ap 5,12; 1,6)

COMUNHÃO: O Senhor em seu trono reina para sempre. O Senhor abençoa o seu povo na paz (Sl 28,10s).

A SOLENIDADE DA SANTÍSSIMA TRINDADE SERÁ CELEBRADA NO DIA 30/05, ÀS 17:00 E NO DIA 31/05, ÀS 7:00, 8:30, 10:30 E 19:00, NA PARÓQUIA NOSSA SENHORA AUXILIADORA.

1ª Leitura

Leitura da Profecia de Daniel:

13Continuei insistindo na visão noturna, e eis que, entre as nuvens do céu, vinha um como filho de homem, aproximando-se do Ancião de muitos dias, e foi conduzido à sua presença.

14Foram-lhe dados poder, glória e realeza, e todos os povos, nações e línguas o serviam; seu poder é um poder eterno que não lhe será tirado, e seu reino, um reino que não se dissolverá”.

Responsório

Deus é Rei e se vestiu de majestade,/ glória ao Senhor!

 — Deus é Rei e se vestiu de majestade,/ revestiu-se de poder e de esplendor!

Vós firmastes o universo inabalável,/ vós firmastes vosso trono desde a origem,/ desde sempre, ó Senhor, vós existis!

Verdadeiros são os vossos testemunhos,/ refulge a santidade em vossa casa,/ pelos séculos dos séculos, Senhor!

Segunda Leitura

Leitura do Livro do Apocalipse:

5Jesus Cristo é a testemunha fiel, o primeiro a ressuscitar dentre os mortos, o soberano dos reis da terra. A Jesus, que nos ama, que por seu sangue nos libertou dos nossos pecados 6e que fez de nós um reino, sacerdotes para seu Deus e Pai, a ele a glória e o poder, em eternidade. Amém.

7Olhai! Ele vem com as nuvens, e todos os olhos o verão, também aqueles que o traspassaram. Todas as tribos da terra baterão no peito por causa dele. Sim. Amém!

8Eu sou o Alfa e o Ômega”, diz o Senhor Deus, “aquele que é, que era e que vem, o Todo-poderoso”.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Segunda Leitura

Leitura da Profecia de Daniel:

13Continuei insistindo na visão noturna, e eis que, entre as nuvens do céu, vinha um como filho de homem, aproximando-se do Ancião de muitos dias, e foi conduzido à sua presença.

14Foram-lhe dados poder, glória e realeza, e todos os povos, nações e línguas o serviam; seu poder é um poder eterno que não lhe será tirado, e seu reino, um reino que não se dissolverá”.

 

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

 

Evangelho

R: Aleluia, Aleluia, Aleluia!

É bendito aquele que vem vindo, que vem vindo em nome do Senhor; e o reino que vem seja bendito; ao que vem e a seu reino, o louvor!

 

O Senhor esteja convosco.

Ele está no meio de nós!

PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo +  segundo João.

Glória a vós, Senhor!

Naquele tempo, 33bPilatos chamou Jesus e perguntou-lhe: “Tu és o rei dos judeus?” 34Jesus respondeu: “Estás dizendo isto por ti mesmo ou outros te disseram isto de mim?”

35Pilatos falou: “Por acaso sou judeu? O teu povo e os sumos sacerdotes te entregaram a mim. Que fizeste?”

36Jesus respondeu: “O meu reino não é deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, os meus guardas lutariam para que eu não fosse entregue aos judeus. Mas o meu reino não é daqui”.

37Pilatos disse a Jesus: “Então tu és rei?”

Jesus respondeu: “Tu o dizes: eu sou rei. Eu nasci e vim ao mundo para isto: para dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade escuta a minha voz”.

Deixe o seu comentário





[bws_google_captcha]

* campos obrigatórios.