Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Rua Baronesa Geraldo de Resende, 330, - Campinas, SP

(19) 3241-9713 | 3242-0899    (19) 99132-4922

contato@auxiliadoracampinas.org.br

Secretaria

Segunda-feira depois da Epifania – Férias do Natal

q20

“O povo que vivia nas trevas viu uma grande luz…”
CLIQUE AQUI E CONFIRA AS LETRAS DAS MÚSICAS PARA O TEMPO DO NATAL

CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS SOBRE O  TEMPO DO NATAL!

CLIQUE AQUI E CONFIRA MAIS SOBRE A SOLENIDADE DO NATAL DO SENHOR

CLIQUE AQUI E CONFIRA MAIS SOBRE A SOLENIDADE DA EPIFANIA DO SENHOR

      • Ferial, Cor Branca, Prefácio da Epifania (ou do Natal)
      • Ofício do dia da semana
      • Tempo do Natal
      • 1ª Leitura – (1Jo 3,22-4,6)
      • Responsório – Salmo 2
      • Evangelho – (Mt 4,12-17.23-25)

Introito: Raiou para nós um dia de bênção: vinde, nações, adorai o Senhor; grande luz desceu sobre a terra!

Oração: Nós vos pedimos, ó Deus, que o esplendor da vossa glória ilumine os nossos corações para que, passando pelas trevas deste mundo, cheguemos à pátria da luz que não se extingue. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Comunhão: Vimos a sua glória, a glória que lhe vem do Pai como a de um Filho único, cheio de graça e verdade (Jo 1,14).

Esta missa será celebrada nesta segunda-feira, 04/01, às 7:00 e às 19:30, na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora.

—————————————————————————————————————————————–

No Tempo do Natal e da Páscoa, suas férias (dias litúrgicos fora os domingos, festas e solenidades) retratam acontecimentos que não estão dispostos cronologicamente. O intuito é conectar ações de Cristo, relacionadas ao mistério celebrado no momento.

No último fim de semana, celebramos a visita dos Reis Magos ao Menino Jesus, no episódio conhecido por Epifania, a manifestação de Jesus como Deus e Senhor da humanidade. Haverá mais uma Epifania, o seu Batizado, por João. Ali, manifesta sua posição na Santíssima Trindade, ao lado do Pai e do Espírito Santo e é revelado às multidões, prolongando sua manifestação quando menino.

Seus primeiros passos, no meio do povo, também são suas primeiras manifestações. Infelizmente, não se conhece a maior parte de sua vida, pois tudo o que se tem está nos Evangelhos canônicos e em alguns Evangelhos apócrifos. Assim, nesta semana de reflexão da Epifania e do Natal, vemos os primeiros momentos do ministério de Jesus Cristo, que ocorrem após o seu batismo. Como o episódio do Batismo é significativo, ele será celebrado no próximo domingo, numa festa de importância, enquanto seus primeiros passos serão vistos nas férias de encerramento do Tempo do Natal. No calendário litúrgico anterior ao Concílio Vaticano II, celebrava-se, após a Epifania, suas Oitavas. Embora não estejamos em dias de caráter festivo, vivemos um substrato daquelas Oitavas da Epifania, verificando as primeiras aparições de Jesus, os seus primeiros milagres e curas, e seus ensinamentos iniciais às comunidades pobres da judeia.

A partir do Tempo Comum (início no dia 11/01), vivenciamos, nas missas dominicais, as consequências dos mistérios do Natal e da Epifania em todo nosso mistério litúrgico, até atingirmos a Quaresma, que dá início ao Ciclo da Páscoa.

Por Thiago – Cantinho da Liturgia

—————————————————————————————————————————————–

Primeira Leitura

Leitura da Primeira Carta de São João.

Caríssimos: 22qualquer coisa que pedimos recebemos dele, porque guardamos os seus mandamentos e fazemos o que é do seu agrado. 23Este é o seu mandamento: que creiamos no nome do seu Filho, Jesus Cristo, e nos amemos uns aos outros, de acordo com o mandamento que ele nos deu.

24Quem guarda os seus mandamentos permanece com Deus e Deus permanece com ele. Que ele permanece conosco, sabemo-lo pelo Espírito que ele nos deu. 4,1Caríssimos, não acrediteis em qualquer espírito, mas examinai os espíritos para ver se são de Deus, pois muitos falsos profetas vieram ao mundo. 2Este é o critério para saber se uma inspiração vem de Deus: todo espírito que leva a professar que Jesus Cristo veio na carne é de Deus; 3e todo espírito que não professa a fé em Jesus não é de Deus; é o espírito do Anticristo. Ouvistes dizer que o Anticristo virá; pois bem, ele já está no mundo.

4Filhinhos, vós sois de Deus e vós vencestes o Anticristo. Pois convosco está quem é maior do que aquele que está no mundo. 5Os vossos adversários são do mundo; por isso, agem conforme o mundo, e o mundo lhes presta ouvidos.

6Nós somos de Deus. Quem conhece a Deus, escuta-nos; quem não é de Deus não nos escuta. Nisto reconhecemos o espírito da verdade e o espírito do erro.

 

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Responsório

— Eu te darei por tua herança os povos todos.

— Eu te darei por tua herança os povos todos.

— O decreto do Senhor promulgarei, foi assim que me falou o Senhor Deus: “Tu és o meu Filho, e eu hoje te gerei”!

— Podes pedir-me, e em resposta eu te darei por tua herança os povos todos e as nações, e há de ser a terra inteira o teu domínio.

— E agora, poderosos, entendei; soberanos, aprendei esta lição: Com temor servi a Deus, rendei-lhe glória e prestai-lhe homenagem com respeito!

Evangelho

R: Aleluia! Aleluia! Aleluia!

V:. Jesus pregava a boa nova, o reino anunciando, e curava toda espécie de doenças entre o povo.

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

 

Naquele tempo, 12Ao saber que João tinha sido preso, Jesus voltou para a Galileia. 13Deixou Nazaré e foi morar em Cafarnaum, que fica às margens do mar da Galileia, 14no território de Zabulon e Neftali, para se cumprir o que foi dito pelo profeta Isaías: 15“Terra de Zabulon, terra de Neftali, caminho do mar, região do outro lado do rio Jordão, Galileia dos pagãos! 16O povo que vivia nas trevas viu uma grande luz; e para os que viviam na região escura da morte brilhou uma luz”.

17Daí em diante, Jesus começou a pregar, dizendo: “Convertei-vos, porque o Reino dos Céus está próximo”.23Jesus andava por toda a Galileia, ensinando em suas sinagogas, pregando o Evangelho do Reino e curando todo tipo de doença e enfermidade do povo. 24E sua fama espalhou-se por toda a Síria. Levaram-lhe todos os doentes, que sofriam diversas enfermidades e tormentos: endemoninhados, epilépticos e paralíticos. E Jesus os curava.25Numerosas multidões o seguiam, vindas da Galileia, da Decápole, de Jerusalém, da Judeia, e da região além do Jordão.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.