Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Rua Baronesa Geraldo de Resende, 330, - Campinas, SP

(19) 3241-9713 | 3242-0899    (19) 99132-4922

contato@auxiliadoracampinas.org.br

Secretaria
Sem categoria › 22/02/2016

Ministros de 30 países discutem fim da pena de morte

santo_egidio_2Ministros da justiça de 30 países estão reunidos em Roma para participar do IX Congresso Internacional promovido pela Comunidade Santo Egídio com o tema “Por um mundo sem a pena de morte”. Representantes de países abolicionistas e mantenedores da pena de morte estão presentes.

Segundo a Comunidade, não se trata de um evento acadêmico ou celebrativo, mas sim, de um espaço de diálogo para examinar os percursos possíveis e realistas para uma gestão mais humana da justiça.

O ultimo país a abolir a pena de morte foi a Mongólia, em dezembro do ano passado. O Secretário de estado da Justiça do país participa desta edição do encontro juntamente com os outros 30 ministros e representantes de países Africanos, Asiáticos, Latino-Americanos e Europeus.

Alguns destes (El Salvador, Ruanda, Timor Leste, Togo) já aboliram a pena de morte há algum tempo; outros (Republica Centro-Africana, Mali, Serra Leoa, Siri Lanka) suspenderam as execuções e aderiram à votação da Assembleia geral das Nações Unidas a favor da moratória; outros ainda, como o Vietnã e a Somália, mantêm a pena de morte.

A Comunidade Santo Egídio defende que a pena de morte é a expressão de uma cultura violenta que não ajuda a combater o crime.

“A pena capital – demonstram-no tantos estudos e estatísticas – não é um dissuasor, não diminui a criminalidade, não garante maior segurança e alcança somente mais violência e mais morte. E sobretudo quando um estado mata em nome da lei, baixa o nível do seu sistema legislativo ao nível de quem mata. Por isto faz sentido renovar o empenho em defesa da vida e voltar a dar um impulso à luta pela abolição da pena de morte.”

Apoio do Papa Francisco

Após a oração do Angelus deste domingo, 21, o Papa Francisco referiu-se à Conferência Internacional. O Papa espera que este evento possa dar um novo impulso ao compromisso com a abolição da pena capital.

Por Canção Nova, com Comunidade Santo Egídio