Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Rua Baronesa Geraldo de Resende, 330, - Campinas, SP

(19) 3241-9713 | 3242-0899    (19) 99132-4922

contato@auxiliadoracampinas.org.br

Secretaria
Cantinho da liturgia › 26/12/2014

Festa de Santo Estevão – Oitavas de Natal

Santo Estevão

  • 1ª Leitura – (At 6,8-10;7,54-59)
  • Salmo – Salmo 30
  • Evangelho – (Mt 10,17-22)

É Natal! Festejamos as Oitavas de Natal, a partir de hoje, 26/12. Até o dia 01/02/2015, celebraremos as festas ligadas diretamente ao Natal. Neste período, o Hino de Louvor deve ser cantado em todas as missas até o 01/01/2015. Os cantos de Natal permanecem até o dia 11/01/2015.

A palavra Oitavas significa um tempo festivo, em que se comemora o prolongamento das solenidades do Natal e da Páscoa. Antes da reforma litúrgica do Concílio Vaticano II, também havia oitavas para Pentecostes e Epifania. Durante este tempo, continuamos a comemorar o Natal de Jesus.

As Oitavas de Natal são preenchidas por algumas festas litúrgicas, como a festa de hoje, 26/12, dia do primeiro Mártir do cristianismo, Estevão. Pelo martírio, a cor litúrgica não é o branco, como nos outros dias das oitavas, mas o vermelho.

Esta festa possui um grau festivo secundário, pois, se ocorrer em um domingo, ela não deve ser comemorada. Em vez disso, comemora-se a Festa da Sagrada Família, o primeiro domingo do Natal.

No Evangelho, Jesus revelado a todos, alerta os discípulos para as delações que poderiam sofrer, por seguirem sua fé. Apesar de termos um evangelho fora das passagens relacionadas ao Natal, esta festa não cumpre caráter cronológico, mas sim caráter teológico, relacionando o início da fé de todos nós.

Nossa fé teve início com o nascimento de Jesus. Outros homens, porém, ajudaram a edificar esta fé. Estevão, o primeiro a morrer em nome do Verbo Encarnado, não fraquejou no anúncio da Boa Nova.

O relato claríssimo dos Atos dos Apóstolos, 1ª leitura de hoje, narra a morte de Estevão, que pregava completamente guiado pelo Espírito Santo de Deus.

‘Homens de cerviz dura, incircuncisos de coração e de ouvidos, resistis sempre ao Espírito Santo, vós sois como os vossos pais. Qual dos profetas não perseguiram os vossos pais, e mataram os que prediziam a vinda do Justo que vós agora traístes e assassinastes? Vós que recebestes a Lei promulgada pelo ministério dos anjos e não a guardastes’

Diante disso, os judeus ficaram enfurecidos por sua sabedoria e o apedrejaram até a morte. Antes de morrer, Estevão clamou: “Senhor Jesus, acolhe meu espírito”.

As missas festivas da Festa de Estevão serão celebradas às 7:00 e às 19:30, na Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora.

Cantinho da Liturgia

——————————————————————————————————————————————————

  • 1ª Leitura – (At 6,8-10;7,54-59)
  • Salmo – Salmo 30
  • Evangelho – (Mt 10,17-22)

1ª leitura

8Naqueles dias, Estêvão, cheio de graça e poder, fazia prodígios e grandes sinais entre o povo. 9Mas alguns membros da chamada Sinagoga dos Libertos, junto com cirenenses e alexandrinos, e alguns da Cilícia e da Ásia, começaram a discutir com Estêvão. 10Porém, não conseguiam resistir à sabedoria e ao Espírito com que ele falava.

7,54Ao ouvir essas palavras, eles ficaram enfurecidos e rangeram os dentes contra Estêvão. 55Estêvão, cheio do Espírito Santo, olhou para o céu e viu a glória de Deus e Jesus, de pé, à direita de Deus. 56E disse: “Estou vendo o céu aberto, e o Filho do Homem, de pé, à direita de Deus”. 57Mas eles, dando grandes gritos e, tapando os ouvidos, avançaram todos juntos contra Estêvão; 58arrastaram-no para fora da cidade e começaram a apedrejá-lo. As testemunhas deixaram suas vestes aos pés de um jovem, chamado Saulo. 59Enquanto o apedrejavam, Estêvão clamou dizendo: “Senhor Jesus, acolhe o meu espírito”.

Salmo

— Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito.

 — Sede uma rocha protetora para mim, um abrigo bem seguro que me salve! Sim, sois vós a minha rocha e fortaleza; por vossa honra orientai-me e conduzi-me!

— Em vossas mãos, Senhor, entrego o meu espírito, porque vós me salvareis, ó Deus fiel! Vosso amor me faz saltar de alegria, pois olhastes para as minhas aflições.

— Eu entrego em vossas mãos o meu destino; libertai-me do inimigo e do opressor! Mostrai serena a vossa face ao vosso servo, e salvai-me pela vossa compaixão!

Evangelho

Naquele tempo, disse Jesus aos seus apóstolos: 17“Cuidado com os homens, porque eles vos entregarão aos tribunais e vos açoitarão nas suas sinagogas. 18Vós sereis levados diante de governadores e reis, por minha causa, para dar testemunho diante deles e das nações. 19Quando vos entregarem, não fiqueis preocupados como falar ou o que dizer. Então naquele momento vos será indicado o que deveis dizer. 20Com efeito, não sereis vós que havereis de falar, mas sim o Espírito do vosso Pai é que falará através de vós. 21O irmão entregará à morte o próprio irmão; o pai entregará o filho; os filhos se levantarão contra seus pais, e os matarão. 22Vós sereis odiados por todos, por causa do meu nome. Mas quem perseverar até o fim, esse será salvo.

 

 

Deixe o seu comentário





[bws_google_captcha]

* campos obrigatórios.