Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Rua Baronesa Geraldo de Resende, 330, - Campinas, SP

(19) 3241-9713 | 3242-0899    (19) 99132-4922

contato@auxiliadoracampinas.org.br

Secretaria

Festa da Cátedra de São Pedro

root of jesse

 

CLIQUE AQUI E SAIBA MAIS DO TEMPO DA QUARESMA!

CLIQUE AQUI E CONFIRA AS LETRAS DAS MÚSICAS PARA O TEMPO DA QUARESMA 

  • Festivo, Cor Branca,Glória , Prefácio da Próprio (dos Apóstolos)
  • Ofício festivo 
  • Tempo da Quaresma
  • 1ª Leitura – (1Pd 5,1-4)
  • Responsório – Salmo 22
  • Evangelho – (Mt 16,13-19)

INTROITO: O Senhor disse a Simão Pedro: Roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça. E tu, por tua vez, confirma os teus irmãos (Lc 22,32).

Oração: Concedei, ó Deus todo-poderoso, que nada nos possa abalar, pois edificastes a vossa Igreja sobre aquela pedra que foi a profissão de fé do apóstolo Pedro. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

COMUNHÃO: Pedro disse a Jesus: Tu és o Cristo, Filho do Deus vivo. Jesus lhe respondeu: Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja (Mt 16,16.18).

Celebramos a Festa da Cátedra de São Pedro, nesta segunda-feira, 22/02, às 7:00 e às 19:30, na paróquia Nossa Senhora Auxiliadora.

—————————————————————————————————————————————–

Durante o ano litúrgico, celebramos momentos eucarísticos em memória da Igreja, edificada sobre o legado e condução dos apóstolos. Uma destas celebrações é a Festa da Cátedra de São Pedro, que comemora a autoridade do Papa sobre a cristandade, como está escrito na palavra:

 “Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela.”

Importante salientar que esta festa não deve ser confundida com a solenidade de São Pedro e São Paulo, celebrada no final de junho, em que se comemoram os padroeiros da diocese romana e, portanto, de toda a Igreja. Neste momento, celebramos a autoridade conferida a Pedro, pelo próprio Cristo, a qual foi perpetuada através dos séculos, para todo aquele que se senta na cátedra papal, que reside na Basílica de Latrão.

Com efeito, a cátedra de São Pedro é uma simbologia para a autoridade real do Papa. Esta cadeira ornamentada reside na Basílica de São Pedro. Mas o real trono papal está no interior da catedral de Roma, a Basílica de Latrão. Este trono representa o legado papal.

Ao lado desta celebração, há outras liturgias relacionadas à Igreja de Cristo, durante o ano:

25/01 – Festa da Conversão de São Paulo

22/02 – Festa da Cátedra de São Pedro

Último domingo de Junho – Solenidade (do Martírio) de São Pedro e São Paulo

05/08 – Memória da Dedicação da Basílica de Santa Maria Maior, basílica papal

09/11 – Festa de Dedicação da Basílica de Latrão, Catedral romana

18/11 – Memória da Dedicação da Basílica de São Pedro e de São Paulo Extramuros

 

Destas celebrações a maior é a solenidade dos santos e a segunda maior, a Dedicação da Basílica de Latrão.

Liturgia

Em geral, a celebração da Cátedra de São Pedro ocorre no Tempo Comum, mas pode ocorrer durante a Quaresma, como neste ano.

Apesar disso, o ritmo quaresmal é suspenso, a fim de celebrarmos esta importante festa da Igreja. Por isso, utiliza-se a cor litúrgica branca, canta-se o Hino de Louvor e toda a liturgia da palavra é modificada, bem como as antífonas (e músicas), e o prefácio da Oração Eucarística. A aclamação ao Evangelho possuí versículo próprio, idêntica à aclamação da Solenidade de São Pedro e São Paulo. Quando ocorrer a festa no Tempo da Quaresma, o refrão é modificado, pois não se canta o Aleluia, embora seja permitido o Glória.

Esta festa não é celebrada quando ocorrer em um domingo, seja do Tempo Comum, seja da Quaresma.

Em todos os anos, a Solenidade de São José (19/03) é celebrada na Quaresma. Em alguns também se celebram a Festa da Cátedra de São Pedro e a Solenidade da Anunciação do Senhor (25/03).

Por Thiago – Cantinho da Liturgia

 

Cátedra de São Pedro – Por Canção Nova

É com alegria que hoje nós queremos conhecer um pouco mais a riqueza do significado da cátedra, do assento, da cadeira de São Pedro que se encontra na Itália, no Vaticano, na Basílica de São Pedro. Embora a Sé Episcopal seja na Basílica de São João de Latrão, a catedral de todas as catedrais, a cátedra com toda a sua riqueza, todo seu simbolismo se encontra na Basílica de São Pedro.

Fundamenta-se na Sagrada Escritura a autoridade do nosso Papa: encontramos no Evangelho de São Mateus no capítulo 6, essa pergunta que Jesus fez aos apóstolos e continua a fazer a cada um de nós: “E vós, quem dizei que eu sou?” São Pedro,0 em nome dos apóstolos, pode assim afirmar: “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”.Jesus então lhe disse: “Feliz és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi nem a carne, nem o sangue que te revelou isso, mas meu Pai que está no céus, e eu te declaro: Tu és Pedro e sobre essa pedra edificarei a minha Igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; eu te darei a chave dos céus tudo que será ligado na terra serás ligado no céu e tudo que desligares na terra, serás desligado nos céus”.

Logo, o fundador e o fundamento, Nosso Senhor Jesus Cristo, o Crucificado que ressuscitou, a Verdade encarnada, foi Ele quem escolheu São Pedro para ser o primeiro Papa da Igreja e o capacitou pelo Espírito Santo com o carisma chamado da infalibilidade. Esse carisma bebe da realidade da própria Igreja porque a Igreja é infalível, uma vez que a alma da Igreja é o Espírito Santo, Espírito da verdade.

Enfim, em matéria de fé e de moral a Igreja é infalível e o Papa portando esse carisma da infalibilidade ensina a verdade fundamentada na Sagrada Escritura, na Sagrada Tradição e a serviço como Pastor e Mestre.

De fato, o Papa está a serviço da Verdade, por isso, ao venerarmos e reconhecermos o valor da Cátedra de São Pedro, nós temos que olhar para esses fundamentos todos. Não é autoritarismo, é autoridade que vem do Alto, é referência no mundo onde o relativismo está crescendo, onde muitos não sabem mais onde está a Verdade.

Nós olhamos para Cristo, para a Sagrada Escritura, para São Pedro, para este Pastor e Mestre universal da Igreja, então temos a segurança que Deus quer nos dar para alcançarmos a Salvação e espalharmos a Salvação.

Essa vocação é do Papa, dos Bispos, dos Presbíteros, mas também de todo cristão.

São Pedro, rogai por nós!

—————————————————————————————————————————————–

Primeira Leitura

Leitura da Primeira Carta de São Pedro.

Caríssimos, 1exorto aos presbíteros que estão entre vós, eu, presbítero como eles, testemunha dos sofrimentos de Cristo e participante da glória que será revelada: 2Sede pastores do rebanho de Deus, confiado a vós; cuidai dele, não por coação, mas de coração generoso; não por torpe ganância, mas livremente; 3não como dominadores daqueles que vos foram confiados, mas antes, como modelos do rebanho. 4Assim, quando aparecer o pastor supremo, recebereis a coroa permanente da glória.

 

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Responsório – SL 22

O Senhor é o pastor que me conduz, não me falta coisa alguma.

O Senhor é o pastor que me conduz, não me falta coisa alguma.

O Senhor é o pastor que me conduz; não me falta coisa alguma. Pelos prados e campinas verdejantes ele me leva a descansar. Para as águas repousantes me encaminha, e restaura as minhas forças.

Ele me guia no caminho mais seguro, pela honra do seu nome. Mesmo que eu passe pelo vale tenebroso, nenhum mal eu temerei. Estais comigo com bastão e com cajado, eles me dão a segurança!

Preparais à minha frente uma mesa, bem à vista do inimigo; com óleo vós ungis minha cabeça, e o meu cálice transborda.

Felicidade e todo bem hão de seguir-me, por toda a minha vida; e, na casa do Senhor, habitarei pelos tempos infinitos.

Evangelho

R: Louvor e Glória a Ti, Senhor, Cristo palavra de Deus! (Quaresma)

R: Aleluia! Aleluia! Aleluia! (Tempo Comum)

V.:Tu és Pedro, e sobre esta pedra eu irei construir minha Igreja, e as portas do inferno não irão derrotá-la (Mt 16,18).

O Senhor esteja convosco.

Ele está no meio de nós.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

Glória a vós, Senhor.

 

Naquele tempo, 13Jesus foi à região de Cesareia de Filipe e ali perguntou aos seus discípulos: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?” 14Eles responderam: “Alguns dizem que é João Batista; outros que é Elias; outros ainda, que é Jeremias ou algum dos profetas”. 15Então Jesus lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” 16Simão Pedro respondeu: “Tu és o Messias, o Filho do Deus vivo”.

17Respondendo, Jesus lhe disse: “Feliz és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi um ser humano que te revelou isso, mas o meu Pai que está no céu. 18Por isso eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra construirei a minha Igreja, e o poder do inferno nunca poderá vencê-la. 19Eu te darei as chaves do Reino dos céus: tudo o que tu ligares na terra será ligado nos céus; tudo o que tu desligares na terra será desligado nos céus”.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Deixe o seu comentário





[bws_google_captcha]

* campos obrigatórios.