Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Rua Baronesa Geraldo de Resende, 330, - Campinas, SP

(19) 3241-9713 | 3242-0899    (19) 99132-4922

contato@auxiliadoracampinas.org.br

Secretaria

Comemoração dos Fieis Mortos

opo0328a

CONFIRA MAIS SOBRE O TEMPO COMUM (CLIQUE AQUI)

CONFIRA NOSSO FOLHETO DE MÚSICAS PRÓPRIAS ÀS SOLENIDADES, FESTAS E MEMÓRIAS DO TEMPO COMUM (CLIQUE AQUI)

  • Comemoração, Cor Roxa , Prefácio dos Mortos
  • Ofício próprio da Comemoração
  • Tempo Comum
  • 1ª Leitura – (Is 25,6a.7-9)
  • Salmo – 26
  • 2ª Leitura – (1Jo 3,1-2)
  • Evangelho – (Jo 6,37-40)

 

INTROITO: Deus, que ressuscitou Jesus dentre os mortos, também dará vida aos nossos corpos mortais, pelo seu Espírito que habita em nós (Rm 8,11)

ou

Como Jesus morreu e ressuscitou, Deus ressuscitará os que nele morreram. E, como todos morrem em Adão, todos em Cristo terão vida (Cor 15,22).

Oração: Ó Deus, fizestes o vosso Filho único vencer a morte e subir ao céu. Concedei a vossos filhos e filhas superar a mortalidade desta vida e contemplar eternamente a vós, criador e redentor de todos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

COMUNHÃO: Esperamos como salvador o Senhor Jesus Cristo; ele transformará o nosso corpo mortal num corpo glorioso como o seu (Fl 3,20s).

ou

Eu sou a ressurreição e a vida, diz o Senhor. Aquele que crê em mim, ainda que tenha morrido, viverá; e todo aquele que vive e crê em mim, não morrerá para sempre.

 

AS MISSAS DA COMEMORAÇÃO DOS FIEIS DEFUNTOS SERÃO CELEBRADAS NESTA SEGUNDA-FEIRA, 2/11. NA PARÓQUIA NOSSA SENHORA AUXILIADORA, ÀS 7:00 E ÀS 19:00. NO CEMITÉRIO DO FLAMBOYANT, A MISSA DAS 14:00 SERÁ ANIMADA PELA COMUNIDADE DA PARÓQUIA NOSSA SENHORA AUXILIADORA.

——————————————————————————————————————-

Chegamos ao dia 2/11, segunda, dia da Comemoração dos Fiéis Defuntos, conhecida como Finados. Encerrando mais um ano litúrgico, ao lado de Finados, estão a Solenidade de Cristo Rei, a Festa de Dedicação da Basílica de Latrão e a Solenidade de Todos os Santos, a quem Finados está intimamente conectada em sua proposta. Esse ano, a Solenidade de Todos os Santos cairá em um domingo. Porém, que for à missa domingo não está isento de ir à missa hoje, pois é um dia santo em que os católicos devem ir à missa.

É uma continuação lógica da festa de Todos os Santos. Se nos limitássemos a lembrar os nossos irmãos Santos, a Comunhão de todos os crentes em Cristo não seria perfeita. Quer os fiéis que vivem na glória, quer os que vivem na purificação, preparando-se para a visão de Deus, são todos membros de Cristo pelo Batismo. Continuam todos unidos a nós. A Igreja peregrina não podia, por isso, ao celebrar a Igreja da glória, esquecer a Igreja que se purifica no Purgatório.

A prática de rezar pelos defuntos é antiga na Igreja, porém a comemoração oficial foi instituída em 998, depois de muitos anos de a Solenidade de Todos os Santos ter sido instituída pelo Papa Gregório IV, por Sant’Odilon, abade do mosteiro de Cluny, na França. Essa prática foi adotada por Roma e se espalhou pelo mundo.

Na Solenidade de Todos os Santos, celebramos os méritos dos Santos, portanto os dons de Deus. Por outro lado, a Comemoração dos Fieis Defuntos vem para nos lembrar não só dos nossos entes queridos que já morreram, mas também de todas as pessoas que já não estão entre nós. Nesse dia, celebramos a morte em Jesus e a esperança da ressurreição.

A cor litúrgica desta liturgia é a cor roxa, assim como no Tempo do Advento e no Tempo da Quaresma. O roxo representa, na liturgia, a esperança e o sentimento de conversão, daí seu uso também no sacramento penitencial. No caso desta comemoração, nossa esperança volta-se à ressurreição em Cristo, apesar da tristeza da perda, é esta esperança que nos mantém firmes e nos ampara.

Outra característica semelhante aos tempos do Advento e da Quaresma, é a omissão do Hino de Louvor, isto é, nem o Padre nem o coro dos músicos entoam a oração do “Glória”. As leituras são específicas e há diversas combinações de leituras previstas no missal para esta data, podendo chegar até três missas diferentes em termos de leituras (1ª Leitura , Salmo , 2ª Leitura e Evangelho). Além disso, sempre substituirá a missa do dia, mesmo que 2/11 seja em um domingo.

É muito comum que esta ocasião seja celebrada nos cemitérios, pois a Igreja oferece o serviço litúrgico à grande quantidade de fiéis que percorre estes locais neste feriado.

Primeira Leitura

Leitura do Livro do profeta Isaías:

Naquele dia, 6ao Senhor dos exércitos dará neste monte, para todos os povos, um banquete de ricas iguarias.7Ele removerá, neste monte, a ponta da cadeia que ligava todos os povos, a teia em que tinha envolvido todas as nações. 8O Senhor Deus eliminará para sempre a morte e enxugará as lágrimas de todas as faces e acabará com a desonra do seu povo em toda a terra; o Senhor o disse. 9Naquele dia, se dirá: “Este é o nosso Deus, esperamos nele, até que nos salvou; este é o Senhor, nele temos confiado: vamos alegrar-nos e exultar por nos ter salvo”.

 

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Responsório

O Senhor é minha luz e salvação.

O Senhor é minha luz e salvação.

 

O Senhor é minha luz e salvação;/ de quem eu terei medo?/ O Senhor é a proteção da minha vida;/ perante quem eu tremerei?

Ao Senhor eu peço apenas uma coisa,/ e é só isto que eu desejo:/ habitar no santuário do Senhor/ por toda a minha vida;/ saborear a suavidade do Senhor/ e contemplá-lo no seu templo.

Ó Senhor, ouvi a voz do meu apelo,/ atendei por compaixão!/ É vossa face que eu procuro./ Não afasteis em vossa ira o vosso servo,/ sois vós o meu auxílio!

Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver/ na terra dos viventes./ Espera no Senhor e tem coragem,/ espera no Senhor!

Segunda Leitura

Leitura da Primeira Carta de São João:

Caríssimos: 1Vede que grande presente de amor o Pai nos deu: de sermos chamados filhos de Deus! E nós o somos! Se o mundo não nos conhece, é porque não conheceu o Pai.

2Caríssimos, desde já somos filhos de Deus, mas nem sequer se manifestou o que seremos! Sabemos que, quando Jesus se manifestar, seremos semelhantes a ele, porque o veremos tal como ele é.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Evangelho

R: Aleluia, aleluia, aleluia.

V:. Quem vê o Filho e nele crê, esse tem a vida eterna, e eu o farei ressuscitar no último dia, diz Jesus.

O Senhor esteja convosco.

Ele está no meio de nós.

PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

Glória a vós, Senhor.

 

Naquele tempo, disse Jesus às multidões: 37“Todos os que o Pai me confia virão a mim, e quando vierem, não os afastarei. 38Pois eu desci do céu não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.39E esta é a vontade daquele que me enviou: que eu não perca nenhum daqueles que ele me deu, mas os ressuscite no último dia. 40Pois esta é a vontade do meu Pai: que toda a pessoa que vê o Filho e nele crê tenha a vida eterna. E eu o ressuscitarei no último dia”.

 

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.