Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Rua Baronesa Geraldo de Resende, 330, - Campinas, SP

(19) 3241-9713 | 3242-0899    (19) 99132-4922

contato@auxiliadoracampinas.org.br

Secretaria
Sem categoria › 06/04/2016

Assembleia da CNBB: a busca da justiça não se faz por meio da violência

OTHER1267587_ArticoloTiveram início na manhã desta quarta-feria, 06, com a Santa Missa no Santuário Nacional de Aparecida, os trabalhos da 54ª Assembleia Geral (AG) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, (CNBB). A celebração eucarística foi presidida pela presidência da entidade.

Na sua homilia, o Arcebispo de Brasília e Presidente da CNBB, Dom Sergio da Rocha recordou os “esforços em favor da unidade da Igreja, do empenho da Igreja pela justiça e a paz no Brasil. Disse ainda que a justiça e a paz no mundo devem ser acompanhados de muita oração e escuta da Palavra para poder discernir os passos a serem dados e ter a força necessária para caminhar na fidelidade ao Senhor”.

A missa foi presidida por Dom Sergio e concelebrada pelo Arcebispo de Salvador (BA) e Vice-presidente, Dom Murilo Krieger, e pelo Bispo auxiliar de Brasília e Secretário-Geral da Conferência, Dom Leonardo Steiner. Da procissão de entrada participaram os presidentes das 12 Comissões Episcopais de Pastoral da CNBB.

Misericórdia, justiça, unidade e paz foram as palavras de destaque na homilia de Dom Sergio, que falou do sentido da eucaristia na vida eclesial. “A Igreja eucarística vive da misericórdia, que é fonte de paz. O presidente da CNBB ressaltou que a celebração eucarística, primeiro ato da AG da CNBB, “é sinal e recordação de que a eucaristia é a fonte e o sustento permanente da vida e da missão da Igreja, Igreja que é chamada a experimentar e a testemunhar a misericórdia divina, de modo especial nesse ano santo”.

No contexto de crise e de crescimento da violência e da intolerância, Dom Sergio considerou que “somos chamados a vivenciar a comunhão eucarística num tempo marcado por muitas divisões e por muita violência”.

Dom Sergio recordou que o tema central da Assembleia Geral da CNBB deste ano é “Cristãos leigos e leigas na Igreja e na sociedade. Sal da terra e luz do mundo”. Disse, ainda, que durante esses dias os bispos estarão atentos à atual situação do país. “Em tempos de crise, os critérios que devem nortear o nosso agir sejam sempre os critérios de Deus e não os critérios do mundo. O evangelho nos convida a aproximarmos da luz e caminhar na luz”, sublinhou.

“Somos chamados a ser mensageiros da misericórdia e portadores da paz, em casa, em nossas comunidades, nas redes sociais e nas ruas.

Fazendo uma alusão ao que acontece pelo Brasil afora, Dom Sérgio exortou: “Seja nosso louvor pascal manifestado não apenas com os lábios, mas com o coração e a vida, seja acompanhado pela busca da paz, jamais cedendo à tentação da agressividade em palavras ou atos”.

“A busca da justiça, que conduz à paz, não se faz por meio da violência. Pessoas com diferentes posturas, especialmente nos campos da política e da religião, não podem ser tratadas como inimigas, mas sim com o devido respeito”, concluiu.

Após a Missa de abertura da Assembleia a cerimônia de inauguração no auditório do Centro de Eventos Padre Vítor Coelho de Almeida e a primeira sessão de trabalhos.

Na tarde desta quarta-feira participam da coletiva de imprensa a Arcebispo de Mariana (MG), Dom Geraldo Lyrio Rocha, e o Bispo de Campos (RJ), Dom Roberto Francisco Paz.

Por Rádio Vaticano