Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Rua Baronesa Geraldo de Resende, 330, - Campinas, SP

(19) 3241-9713 | 3242-0899    (19) 99132-4922

contato@auxiliadoracampinas.org.br

Secretaria
Sem categoria › 25/07/2016

A condenação do Papa aos “atos deploráveis de terrorismo”

OSSROM127880_ArticoloO Papa recordou neste domingo (24/07) os últimos atos de terrorismo e violência em Munique e Cabul e pediu que se reze com mais insistência nestes momentos “em que as dificuldades e as obscuras perspectivas de segurança e paz parecem insuperáveis”.

Durante a oração do Angelus, na Praça São Pedro, Francisco se referiu aos últimos “deploráveis atos de terrorismo e violência que causaram tanta dor e morte, nos quais perderam a vida numerosas pessoas inocentes”.

O Papa expressou a sua proximidade aos familiares das vítimas e aos feridos e convidou os fiéis a unirem-se em oração “para que o Senhor inspire em todos propósitos de bem e fraternidade”.

Telegrama ao arcebispo de Munique

Em relação ao episódio de violência ocorrido em Munique, o Papa recebeu a notícia com consternação, participa da dor dos sobreviventes e se sente próximo de todos os que estão sofrendo as consequências. É o que afirma o Secretário de Estado, Cardeal Pietro Parolin, em um telegrama enviado ao Cardeal Reinhard Marx, arcebispo da cidade.

Instagram

Já em sua conta Instagram @Franciscus, sábado (23/07), o Pontífice escreveu: “Rezo por todas as vítimas do terrorismo no mundo. Por favor nunca mais terrorismo, é uma rua sem saída!”.

Na imagem, o Pontífice aparece com as mãos juntas em sinal de oração.

É de 80 o número de mortos no sangrento atentado em Cabul contra uma manifestação pacífica realizada pela minoria xiita hazara. O ataque na capital afegã também deixou 231 feridos, segundo o Ministério do Interior.

Em Munique, um rapaz armado matou dez pessoas e deixou 16 feridos – três estão em estado grave.

Por Rádio Vaticano