Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora

Rua Baronesa Geraldo de Resende, 330, - Campinas, SP

(19) 3241-9713 | 3242-0899    (19) 99132-4922

contato@auxiliadoracampinas.org.br

Secretaria
Sem categoria › 26/11/2015

9 lugares que peregrinos a Roma deveriam ir durante o Jubileu da Misericórdia

basilica-santa-maria-maggiorePlaneja peregrinar a Roma durante o próximo Jubileu da Misericórdia ou deseja conhecer a distância os tesouros da rica história católica da Cidade Eterna? O blog da cadeia informativa católica criada pelos Bispos dos Estados Unidos, Catholic News Service, destacou nove lugares que, na sua opinião, são imprescindíveis para os peregrinos.

A lista começa com uma parada na Basílica de São Paulo Extramuros. Este extraordinário templo foi construído pelo imperador Constantino no século VI após colocar fim à perseguição estatal da religião cristã e reconstruído no século XIX depois de um incêndio. Sua história Porta Santa de bronze sobreviveu ao desastre desse ano e se abrirá no próximo dia 13 de dezembro por ocasião do Jubileu. Neste lugar se conservam os restos do Apóstolo São Paulo.

A segunda parada sugerida é a das Catacumbas de São Calixto, onde pode-se apreciar mais de 60 catacumbas com centenas de milhares de túneis e dezenas de milhares de sepulcros. Este lugar foi empregado pelos cristãos durante a perseguição religiosa. Das Catacumbas, CNS sugere partir até a Basílica de São João de Latrão, Catedral da Diocese de Roma, a qual também tem uma Porta Santa. O templo conserva a esponja que a tradição identifica como a empregada para oferecer a Jesus Cristo vinagre enquanto estava crucificado.

A Scala Sancta é o quarto lugar sugerido. Os 28 degraus da escadaria de mármore protegidos por madeira são segundo a tradição os que compõem a escadaria até o Pretório de Pôncio Pilatos que percorreu Jesus Cristo durante seu juízo. Os peregrinos percorrem de joelhos a escadaria, localizada do outro lado da rua da Basílica de São João de Latrão. Até o leste se continuaria a percorrer com a Basílica da Santa Cruz, que resguarda peças da Cruz de Jesus Cristo, dois espinhos da coroa imposta sobre Sua frente e o Elogium, o anúncio posto sobre sua cabeça durante sua crucifixão onde se expõem o título “Rei dos Judeus”.

A sexta parada seria a Basílica de Santa Maria a Maior (foto), construída no lugar onde se produziu uma milagrosa nevada em agosto do século IV. Esta Basílica também conta com uma Porta Santa, abençoada por São João Paulo II em 2001 e conserva uma relíquia considerada parte do berço do Divino Menino Jesus. O Panteão é o sétimo lugar sugerido, e se trata do primeiro templo pagão consagrado como uma igreja cristã no ano 609. O templo está dedicado à Santíssima Virgem e a todos os mártires. A oitava parada “obrigatória” seria a Basílica de Santa Maria em Trastevere, um dos primeiros templos dedicados à Santíssima Virgem e que exibe belos mosaicos e pinturas sacras.

A última menção da lista é a Basílica de São Pedro no Vaticano, verdadeira parada obrigatória dos católicos na cidade de Roma e símbolo da Igreja Católica por ser o lugar das celebrações habituais do Papa. Esta enorme Basílica contêm a principal das Portas Santas, conhecida também como a Porta do Grande Perdão. Devido ao grande número de peregrinos que se espera que cruzem a Porta Santa da Basílica de São Pedro, a Santa Sé preparou um sistema de registro gratuito para garantir o acesso sem necessidade de fazer longas filas durante horas e preservar o ambiente de oração.

Por Gaudium Press