Mensagem do Pároco › 02/04/2015

Páscoa cristã: primavera de uma nova vida

Resurrection.Páscoa, palavra de origem hebraica (pessahpassagem), que remonta às antigas tradições do povo hebreu era, inicialmente, uma festa agrícola que marcava a passagem do inverno para a primavera, quando o sol, a vida renasce e as flores cobrem os campos e a natureza toda explode numa abundância de vida.

Com o passar do tempo adquiriu um sentido ritualístico, ao celebrar para as gerações novas, a memória de acontecimentos passados, tais como a passagem para a liberdade com o fim da opressão e escravidão egípcia, a travessia do mar vermelho e a caminhada pelo deserto, rumo à terra prometida.

Na experiência do exílio, com a dominação da Babilônia e da Assíria, a lembrança desta Páscoa, da aliança feita por Deus com os patriarcas do povo de Israel, da aliança do Sinai mediada por Moisés, renovou os anseios de libertação e a confiança na misericór-dia divina e a esperança numa salvação messiânica volta-se para o futuro e vemos  as profecias e expectativas do judaísmo delinear a origem, o perfil, a missão do Messias salvador, ora uma pessoa, ora um povo, ora um tempo messiânico ou ainda o restabelecimento do antigo reino de Israel dos tempos de Davi e Salomão.

A Páscoa cristã tem as suas origens nestas tradições e valores. Porém, os ultrapassam. O Messias é Jesus de Nazaré, filho de Maria, filho de José o carpinteiro, filho de Davi, Filho do homem e Filho de Deus, em quem todas as profecias e expectativas se encontram e se realizam. Jesus, cujo sentido etimológico é “Deus é salvador”, teve uma existência histórica e com palavras e atos que culminaram em sua entrega na cruz, encarnou o dom divino da salvação realizado por Deus, o Pai, que tanto amou o mundo, que enviou o seu Filho ao mundo não para condenar o mundo, mas para que o mundo seja salvo por Ele(cfr. Jo 3,l7).

Sua passagem pela humanidade deu início a um novo estado de coisas, traçou um novo caminho para todo e cada homem, de todos os tempos, raças  e línguas. Sua ressurreição, preparada pela entrega da cruz, deu para a Páscoa o sentido último e plenamente libertador: A Páscoa é vitória da vida sobre o pecado, o mal e a morte. É a Páscoa cristã, a ressurreição de Cristo e a ressurreição de todo homem que crê.

A humanidade em Cristo rompe o ciclo mortal das gerações de sangue, para percorrer o caminho ascendente de uma geração obra do Espírito que leva à comunhão com Deus, o Pai e visão da Sua face.

A Páscoa cristã, todos os anos celebrada, nos coloca por dentro desta vida nova do Ressuscitado, que se constituiu o Cristo e Senhor, caminho, verdade e vida de todo homem, único caminho para o Pai.

É diante desta Páscoa onde o amor venceu o ódio, o bem venceu o mal, a vida venceu a morte, que a cruz se tornou sinal e penhor de salvação, instrumento de vitória e força de vida quando acolhida com amor, esperança e fé que unem a nossa vida `a vida de Cristo e de Deus. A Paixão e Páscoa de Cristo é Páscoa e Passagem libertadora para a Paixão e Páscoa de todo homem, é a primavera do novo existir.

 

Feliz e Santa Páscoa para você e sua familia, com as bênçãos do Senhor Ressuscitado!
P. Ademar

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.